Ducarmo Barbosa

SOBRE

O meu trabalho com cerâmica (confecção de bonecas, flores, borboletas, botijas, entre outros) vem como herança da minha tia, que era a artesã mais velha da cidade, a qual veio a falecer em 2017, aos 86 anos. A tradição da cerâmica nas duas comunidades fora da cidade, Campo Buriti e Campo Alegre, vem desde os anos 60 do século passado. Muitas famílias vivem da renda do artesanato.

A participação em Feiras de Artesanato, em Minas e no Brasil, trouxe maior visibilidade para o meu trabalho, e também mais encomendas e vendas melhores. Dentre as Feiras, não posso deixar de citar a Feira da UFMG, a Feira Nacional em Belo Horizonte no Expominas, a Feira do Festival e e, recentemente, em 2017, a Feira de Artesanato de Almenara que, além de participar como artesã, tive a oportunidade de participar da coordenação da Feira, que foi uma experiência de grande aprendizagem.

Outra coisa que influenciou muito no meu trabalho foi o processo de ministrar oficinas na comunidade de Coqueiro Campo para turistas, em janeiro e julho. Atualmente, já ministrei várias oficinas de cerâmica em outras cidades sobre o processo do barro, desde a sua coleta até a queima das peças. Nas oficinas, falo do barro, suas cores, textura, tintas para pintar as peças e finalizo com o processo de queima e até confecção de forno.

DADOS DO ARTESÃO

Nova Turmalina, Minas Gerais, Brasil

(38) 9 9822-5770

Mostrando todos os 9 resultados